26.3 C
Manaus
27 de novembro de 2022 | 12:24

‘Wilson Lima causou o colapso da Segurança Pública no Amazonas’, afirma deputado Dermilson Chagas

Assaltos a turistas, motoristas de aplicativo, Unidades Básicas de Saúde (UBS), ônibus e lojas, além de execuções em via pública e malas com corpos esquartejados tornaram-se rotineiros na capital e no interior do Amazonas.

A crítica é do deputado Dermilson Chagas, que hoje (08-fev) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) para denunciar que o governador Wilson Lima causou o colapso da Segurança Pública no Estado.

“O mais absurdo de tudo isso é que o Governo tem dinheiro em caixa, mas não investe na estruturação da Segurança Pública. E o pior é que ele está demonstrando claramente que é uma gestão que não sabe planejar e não sabe executar ações estruturantes, coordenadas, que tragam resultados positivos para esse caos que se tornou a Segurança Pública, onde bandidos incendeiam helicópteros e a resposta que temos da Segurança é que isso é problema federal, porque as aeronaves atacadas são de propriedade do Ibama. Que vergonha. O fato aconteceu no hangar da Secretaria de Segurança Pública”, criticou Dermilson.

“E no evento de entrega de viaturas feita pelo governador, os carros das pessoas foram arrombados e os objetos roubados. E nesse evento estava o governador, o secretário de Segurança e o comandante-geral da PM. É a esse ponto absurdo, de total indignação, que chegou a situação da Segurança Pública no Estado, onde a população não pode sair de casa por medo, pavor de ser assaltada ou morta, onde o turista não pode visitar um prédio histórico sem ser assaltado”, comentou o deputado.

O parlamentar denunciou, com base em documentos do Portal da Transparência do Governo do Amazonas, que o governador Wilson Lima deixou de investir em Segurança Pública e deixou a criminalidade dominar o Estado e fazer a população refém do medo.

O parlamentar disse que, no ano de 2021, o investimento da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) em Informação e Inteligência foi de apenas R$ 102 mil, enquanto que o órgão gastou mais de R$ 8 milhões com propaganda e publicidade de suas atividades.

O deputado Dermilson Chagas ressaltou que, na gestão Wilson Lima, em várias ocasiões, esse trabalho que era conduzido pelas equipes da SSP-AM, Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) falhou, abrindo campo para ataques de facções, rebeliões em presídios e pirataria nos rios do Amazonas, entre outras atividades do crime organizado.

Em 27 de maio de 2019, aconteceram rebeliões em presídios do Amazonas, que deixaram um saldo de mais de 50 detentos mortos. Ainda em 2019, em 2 de dezembro, oito presos fugiram da Unidade Prisional de Maués (a 257 km de Manaus).

Na época, a Seap informou que os detentos fugiram por meio de um buraco na parede da cela. Somente nos primeiros 17 dias do ano de 2020, foram registradas em Manaus mais de 80 mortes violentas, sem que o Governo desse resposta. Em 2021, houve o ataque de facções em Manaus e em municípios da Região Metropolitana (RMM).

O deputado disse que esses ataques sucessivos aconteceram pela falta de estrutura das Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms), que estão com falta de efetivo e de viaturas.

O parlamentar denunciou, da tribuna, que o comandante-geral da PM, coronel Vinicius Oliveira, o acusou de fazer fake news porque o deputado divulgou o que militares de variadas patentes informaram ao parlamentar sobre o desmonte da estrutura das Cicoms.

“Quando eu denunciei que as Cicoms estavam sendo desativadas, o que de fato está acontecendo, o comandante-geral da PM me acusou de estar fazendo fake news e disse que o que estava acontecendo era uma readequação da estrutura da polícia, que estava obedecendo a um estudo. Só que ele nunca apresentou esse estudo, não revelou qual a metodologia desse estudo, se é que ele existe de fato, porque o que se vê, na prática, é que as decisões são tomadas na base do achismo. Eu pedi que ele apresentasse esse estudo, mas não recebi resposta até agora. Eu quero saber que estudo é esse e qual essa mudança de comportamento que vai impactar na vida do cidadão”, questionou o deputado Dermilson Chagas, que desde o ano passado vem denunciando a falta de planejamento, de organização e, sobretudo, de investimento na área da Segurança Pública.

O parlamentar protocolou, no dia 26 de janeiro deste ano, um Ofício e encaminhará, amanhã (9/2), um Requerimento para a Mesa Diretora da Aleam, solicitando o encaminhamento desse estudo do Comando-Geral da PM com as devidas explicações do coronel Vinícius Oliveira sobre as readequações da estrutura da Polícia Militar.

“Esse estado de violência é resultado da falta de investimento desta gestão do Governo do Amazonas, que, mesmo com excesso de arrecadação, não consegue aparelhar uma área tão sensível e importante quanto a Segurança Pública. Em 2021, o Estado arrecadou mais de R$ 25 bilhões e está com um saldo de mais de R$ 6 bilhões. Então, dinheiro não falta. Para onde está indo todo esse dinheiro? Enquanto isso, a população fica à mercê de um comandante-geral que age na base do ‘achismo’ e de um governador que não investe dinheiro onde tem de investir”, criticou Dermilson Chagas.

Leia também outras matérias

POLÊMICA: Anitta diz nos EUA que no Brasil todo mundo só pensa em transar

Redação Zero Hora AM

Em Tefé, Manacapuru e Manaus, deputado federal Pablo acelera ritmo da campanha rumo à reeleição

Redação Zero Hora AM

Resgate do dinheiro esquecido em bancos inicia nesta segunda (07)

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: