32.3 C
Manaus
22 de maio de 2024 | 16:38

Gerente geral do grupo Vitória contratou pistoleiro para matar sargento Lucas

O empresário Joabson Agostinho Gomes, a mulher dele, Jordana Azevedo Freire, Romário Vinente Bentes e Kamylla Tavares da Silva foram presos nesta quarta-feira (9), por envolvimento na morte do sargento Lucas Ramon Silva Guimarães, que tinha 29 anos.

Romário é gerente geral do grupo Vitória. Ele teria contratado o pistoleiro para matar o sargento Lucas. O crime ocorreu no dia 1° de setembro de 2021, no bairro Praça 14 de Janeiro, Zona Sul de Manaus.

O militar foi morto com três tiros à queima-roupa na cabeça, na noite de 1º de setembro deste ano. Lucas Ramon era proprietário de uma cafeteria, que fica lado do Hospital Santa Júlia, na avenida Ayrão, no bairro Praça 14 de Janeiro, na Zona Sul da capital.

O criminoso chegou a perguntar por Lucas, e ao vê-lo o baleou com pelo menos três disparos na cabeça, em seguida fugiu na motocicleta.

Lucas era sargento do 4º Batalhão de Aviação do Exército (BAvEx) e também empresário. Ele e a esposa investiram na cafeteria, local que o casal planejou para obter lucros financeiros para a família, mas se tornou a cena do crime. O militar foi atacado pelo suspeito dentro do estabelecimento.

Em setembro de 2021, a Operação Lucas 8:17, a Polícia Civil já havia cumprido seis mandados de busca e apreensão e de prisão temporária em nome dos empresários Joabson Agostinho Gomes e Jordana Azevedo Freire, apontados.

Leia também outras matérias

Craque Richarlison ajudou Manaus durante pandemia da Covid-19

Redação Zero Hora AM

William Bonner é hostilizado por morador em Porto Alegre RS

Redação Zero Hora AM

Em medida cautelar de conselheiro do TCE-AM, contratação da Prefeitura de Maués é suspensa por indícios de irregularidades

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo