28.3 C
Manaus
7 de fevereiro de 2023 | 13:41

Cartórios devem comunicar ao Ministério Público registro de nascimento feito por menores de 14 anos

De acordo com a nova legislação, que entrou em vigor no Amazonas dia 12 de novembro deste ano, os cartórios de registros civis do Estado devem informar ao Ministério Público Estadual, o registro de nascimento realizado por pai e/ou mãe de menor de 14 (quatorze) anos.

A informação deverá ser realizada com o envio da cópia de certidão de nascimento, no primeiro dia útil subsequente à lavratura do registro, sob pena de desobediência.

A lei nº 5.679/2021 é de autoria do deputado estadual Felipe Souza (Patriota). Para o parlamentar, a medida tem como objetivo aumentar a fiscalização em relação aos crimes de estupro, que devem ser investigados pelas autoridades.

“Infelizmente, o estupro de vulnerável é uma triste realidade que acontece em todo Brasil. Mais de 60 mil estupros ocorreram em 2020. A maioria das vítimas são meninas de até 13 anos. Muitas vezes são pessoas próximas a essas crianças – até mesmo da própria família – que cometem o crime. Através dessa lei, o Ministério Público poderá investigar e tomar as medidas cabíveis para que, havendo definição de estupro, o responsável seja punido”, destacou Felipe.

Ainda conforme a lei, o envio da cópia da certidão de nascimento deverá ser endereçado ao e-mail oficial do Ministério Público do Estado do Amazonas, não acarretando, portanto, aumento de despesas ao Estado e muito menos aos cartórios, uma vez que os trâmites serão feitos on-line.

Leia também outras matérias

Comunidades rurais de Autazes receberão obras de infraestrutura, defende dep. Fausto Jr.

Redação Zero Hora AM

Servidores públicos do AM tiveram perda do poder de compra no governo de Wilson Lima, denuncia deputado

Redação Zero Hora AM

História e emoção marcam Sessão Especial dos 90 anos da imigração dos Koutakusseis na Amazônia

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: