26.3 C
Manaus
15 de julho de 2024 | 11:32

Em pouco mais de um ano, governo Wilson Lima reassenta mais de mil famílias das comunidades da Sharp e Manaus 2000

O governador Wilson Lima destacou que quase 1,1 mil famílias já foram reassentadas das comunidades da Sharp e Manaus 2000, zonas leste e sul, respectivamente, alcançando 45% da meta de aproximadamente 2,4 mil reassentamentos dessa área. Com isso, o Governo do Amazonas já investiu aproximadamente R$ 109 milhões em soluções de moradias para beneficiários do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+).

O balanço foi feito pelo governador, nesta sexta-feira (22-dez), ao acompanhar novos pagamentos feitos pela Superintendência Estadual de Habitação do Amazonas (Suhab) para reassentar 113 famílias da comunidade da Sharp, com indenização, bônus moradia e bolsa transitória no valor total de R$ 1,5 milhão.

“Até agora a gente já reassentou mais de mil famílias ali da comunidade da Sharp e a nossa prioridade foram aquelas pessoas que estavam ali naquela área do alagado. Então, que bom que a gente termina o ano cumprindo o compromisso que a gente tinha firmado”, destacou o governador.

“E a gente está trabalhando no programa Amazonas Meu Lar, que é para entrega de 24 mil soluções de moradia e inclui o pagamento de bônus moradia, entrega de apartamentos, lotes, enfim, e de outras soluções que vão resolver o problema de moradia dessas famílias“, completou Wilson Lima.

Estiveram com o governador na sede da Suhab, zona centro-sul da capital, o deputado estadual Adjuto Afonso; os vereadores Diego Afonso e Yomara Lins; o secretário de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb), Marcellus Campêlo, e o diretor-presidente da Suhab, Jivago Castro.

“Hoje, famílias serão retiradas desse local, não passarão mais esse período de chuva, e a nossa felicidade em poder contribuir com a população, em nome do governador Wilson Lima, dando uma moradia digna e segura para essas famílias”, afirmou Jivago Castro.

As soluções de moradia do Prosamin+ integram uma das linhas de atendimento do Amazonas Meu Lar, maior programa de habitação do Estado. O Prosamin+ é executado pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb).

“O Prosamin+ começou em 2023 com toda a força. E agora nós estamos fechando o ano com mais 113 famílias saindo do alagado. E nós estamos acelerando para que até meados do ano que vem todas as famílias estejam reassentadas, porque as obras seguem aceleradas. E no final do ano que vem, nós vamos inaugurar o primeiro parque habitacional do Prosamin+”, explicou o secretário Marcellus Campêlo.

Soluções de moradia

A ação desta sexta-feira tem como alvo principal 100 famílias que ainda estavam em área vulnerável, com risco de alagação, e que vão receber a bolsa moradia transitória, no valor de R$ 1.650, equivalente a três meses de auxílio aluguel.

“Foram muitas dificuldades e muitas perdas. Então, hoje, estar fazendo parte disso aqui, para mim, estou muito feliz, de verdade. Só quem mora lá sabe o que passa. E hoje a gente está vendo algo que era inacreditável. Ele [governador] está de parabéns, está cumprindo o que ele prometeu”, comentou a dona de casa Rosângela Lima, que mora há 27 anos na Sharp e recebeu auxílio aluguel.

Outras 13 famílias ganharão uma solução definitiva, como indenização e bônus moradia de até R$ 60 mil, em troca da palafita onde residiam.

Com mais esse pagamento, o Prosamin+ contabiliza 2 mil soluções de moradia realizadas, desde outubro de 2022, quando começaram as indenizações dos beneficiários do programa, e 1.090 famílias reassentadas. O programa irá reassentar, ao todo, 2.383 famílias que moram em áreas de risco de alagação nas comunidades da Sharp e Manaus 2000.

Prosamim+

As obras do Prosamin+ ocorrem em uma área de 340 mil metros quadrados ao longo do Igarapé do Quarenta, entre a avenida Manaus 2000, no Japiim, zona sul, e a Comunidade da Sharp, no bairro Armando Mendes, zona leste. As famílias contempladas pelo reassentamento estão cadastradas desde 2020, quando iniciaram os trabalhos nessas áreas.

O programa é financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com contrapartida do Governo do Estado.

FOTOS: Diego Peres e Mauro Neto / Secom

Leia também outras matérias

Wilker deixa o Cidadania, mesmo partido de Amom, e mantém desejo de concorrer à prefeitura de Manaus

Hugo Bronzere

Bombeiros do Amazonas partem de Manaus para ajuda humanitária no Rio Grande do Sul

Redação Zero Hora AM

Proposta que amplia direitos trabalhistas de agentes de saúde é discutida em reunião com dep. Pablo

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo