25.3 C
Manaus
13 de junho de 2024 | 10:43

Prorrogação do decreto do IPI vai atrasar investimentos e empregos na ZFM, avalia Eduardo Braga

A prorrogação, por mais 30 dias, do decreto do governo Federal que reduz para 25% o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em todo Brasil, sem excluir a Zona Franca de Manaus, vai causar incertezas e atrapalhar investimentos no Polo Industrial de Manaus.

A análise foi feita pelo senador Eduardo Braga (MDB), que postou um vídeo nas redes sociais onde explica, de forma clara, os perigos para a ZFM causados pelo decreto do governo Federal.

“Estou manifestando minha preocupação com o futuro da Zona Franca, o futuro dos empregos e dos investimentos no Amazonas”, afirmou o senador. “O novo decreto prorroga até o dia 1º de maio de 2022 as regras que reduzem o IPI de 25%, sem fazer exceção à ZFM”, explicou.

Segundo Braga, o Amazonas terá mais 30 dias de agonia e apreensão sobre o futuro das empresas instaladas no Estado. “Os investimentos serão retardados e os empregos deixarão de ser gerados, pois os empresários não têm segurança sobre o futuro do polo industrial”, lamentou.

Veja o vídeo.

Leia também outras matérias

Governo do AM troca parintinense por locutor paulista na apresentação do Festival de Parintins

Redação Zero Hora AM

Deputado protocola pedido de impeachment de Lula após fala sobre Dilma

Redação Zero Hora AM

TCE-AM autoriza retomada da venda de ingressos do Sou Manaus

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo