29.3 C
Manaus
9 de dezembro de 2022 | 01:12

R$ 8 bi esquecidos em bancos: saiba como consultar e tire outras dúvidas

A disponibilização, pelo Banco Central, de uma ferramenta de consulta de “Valores a Receber”, na qual pessoas físicas e empresas podem verificar se deixaram algum dinheiro esquecido em bancos, animou tanto os brasileiros que o sistema não deu conta do número de acessos e saiu do ar. Depois, o próprio BC suspendeu a consulta até conseguir restabelecer o funcionamento do site.
A estimativa do BC é que haja cerca de R$ $ 8 bilhões disponíveis para 24 milhões de pessoas e empresas. Veja abaixo como consultar e resgatar o dinheiro e tire outras dúvidas para estar preparado quando a consulta voltar a funcionar.

Onde e como consultar se tenho dinheiro a receber?

A consulta é feita no site do Banco Central, usando apenas o CPF ou CNPJ. Lá vai aparecer tudo que está em seu nome ou da empresa em todos os bancos.
Basta seguir o passo a passo no site do BC:

Acesse “Minha Vida Financeira”;

Clique na subseção “Valores a Receber”;

Role a página até o final e clique em “Consulta ao Relatório Valores a Receber”.

Clique em “Iniciar consulta” e coloque o número do seu CPF ou CNPJ;

Se você tiver dinheiro a receber, isso aparecerá na tela. Se não tiver, é só encerrar a consulta;

Se houver valores disponíveis, você deve checar em que banco eles estão. Isso é feito através do “Registrato”, portal que permite que a população consulte suas informações financeiras, tais como dívidas, empréstimos, entre outros. Mas, nesse caso, as instituições precisam ter aderido a um termo do BC;

É possível também informar os dados do Registrato. Na sequência, o banco deve informar o meio de pagamento ou transferência;

Caso você não tenha cadastro, é preciso fazer o login e senha para acessar a página do Registrato. O cadastro pode ser feito pelo site do Banco Central ou pelo site Gov.br.

Que tipos de valores aparecem na consulta?

São vários:

Contas correntes ou poupanças encerradas com saldo disponível;

Devolução de tarifas cobradas indevidamente;

Valores de parcelas ou operações de crédito cobradas indevidamente;

Recursos não reclamados de consórcios encerrados;

Contas de pagamento pré-pagas e pós-pagas encerradas com saldo disponível;

Contas de capital e rateio de sobras de ex-participantes de cooperativas de crédito;

Contas de registro de distribuidoras e corretoras encerradas com saldo disponível;

Como resgatar os valores?

Ao fazer o login no Registrato, há duas opções de telas.
Caso apareça a mensagem “Solicitar por aqui”, significa que o banco em questão aderiu ao termo do BC que determina que o pagamento seja feito via Pix na sua conta em até 12 dias.
O banco também pode pagar excepcionalmente via TED e DOC, mas obedecendo o prazo de 12 dias e pagando na mesma conta com a qual você registrou a chave Pix indicada no Registrato.
Mas se aparecer a mensagem “Solicitar via instituição”, isso significa que o banco não assinou o termo do BC que facilita a transferência.
Nesse caso, é preciso

entrar em contato diretamente com o banco para fazer o resgate do dinheiro.
Se o dinheiro que você tem a receber está em um banco no qual você não tem conta mais, também terá que entrar em contato diretamente com o banco.

Quem não tem Pix pode receber?

Sim. Basta informar seus dados pessoais ao banco para que ele entre em contato e informe como será a forma de pagamento.

É possível consultar valores em bancos que faliram?

Não, pois a ação de pagamento de valores só é realizada por entidades supervisionadas pelo BC. Quando ocorre a falência, a instituição deixa de ser supervisionada pelo BC.

Dá para receber valores de outras pessoas?

Isso só é possível através do Fale Conosco do BC. Você terá que informar a documentação comprovando que você tem procuração para representar essa pessoa.
Caso seja comprovado que há valores disponíveis, o banco enviará um relatório informando o procedimento para recebê-los.

Valores que aparecem no sistema podem mudar com o tempo?

Os valores variam porque as informações no Registrato são referentes à data-base do valor. Entre a data-base e a solicitação, pode haver deduções e correções previstas em leis.

O que fazer caso não receba o dinheiro?

Entre em contato com seu banco para saber o que aconteceu. Se o problema não for solucionado, você pode abrir uma reclamação no BC.

Leia também outras matérias

Dia Internacional da Síndrome de Down é lembrado por Wilker Barreto

Redação Zero Hora AM

Escândalo: Gastos de Wilson Lima com propaganda em 2020 dariam para pagar o dobro a famílias pobres na pandemia

Redação Zero Hora AM

Mendigo que transou com mulher casada é convidado para ser deputado

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: