26.3 C
Manaus
23 de julho de 2024 | 05:12

Segunda melhor Saúde Pública do AM fica em Rio Preto da Eva, aponta estudo ligado ao Min. da Saúde

A Saúde Pública em Rio Preto da Eva alcançou um feito histórico e continua sendo prioridade na gestão do prefeito Anderson Sousa (UB). Prova disso, é que o município alcançou, pela primeira vez, o segundo lugar no ranking entre as 62 cidades do Amazonas, no “Previne Brasil”.

O programa nacional mede a qualidade dos serviços de Saúde Básica oferecidos à população e que serve de parâmetro para a captação de recursos.

De acordo com o ranking do Previne Brasil, divulgado pelo Ministério da Saúde, Rio Preto da Eva alcançou a nota 9,73 e só perdeu para Urucurituba, com 9,96. O levantamento levou em conta o primeiro quadrimestre de 2023.

Agradecimentos à equipe de Saúde

“Foi um resultado espetacular, alcançado por meio de um trabalho árduo de toda a equipe da atenção primária e básica, fizemos busca ativa, procuramos chegar a toda a população. Agradecemos todo suporte dado a equipe pela prefeitura do município”, disse Marilena Facundes, coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde.

“Estamos felizes com esse resultado! Quero agradecer todos os profissionais de Saúde pelo trabalho realizado ao longo desse quadrimestre, e esperamos que no próximo levantamento, nós possamos alcançar o primeiro lugar e se tornar a melhor Saúde do Estado”, disse Anderson Sousa.

Para chegar ao resultado do Índice Sintético Final (ISF), é calculada a média do desempenho do município nos sete indicadores do Previne Brasil, utilizados como parâmetro de qualidade dos serviços de atenção primária oferecidos aos usuários do sistema público.

Os resultados também são utilizados para calcular o financiamento das ações de Saúde na esfera municipal.

Sete indicadores avaliados

Atualmente, os sete indicadores avaliados pelo Ministério da Saúde são gestantes com pelo menos seis consultas do pré-natal; gestantes com exames para sífilis e HIV; gestantes com atendimento odontológico; mulheres com coleta de exames papanicolau; crianças de até 1 ano vacinadas com a pentavalente e contra a poliomielite; pessoas com hipertensão com consultas e pressão arterial aferida; e de pessoas com diabetes e hemoglobina glicada solicitado no semestre.

A avaliação do Previne Brasil é feita a cada quatro meses. Para o Ministério da Saúde, resultados acima de 7 na média dos indicadores, garantem aos municípios o Selo de Qualidade em Atenção Primária à Saúde.

Leia também outras matérias

Câmara autoriza Prefeitura de Manaus a obter empréstimo de R$ 580 milhões

Hugo Bronzere

Sobe para 43 os municípios do AM em situação de alerta por causa da cheia dos rios

Redação Zero Hora AM

Câmara de Manaus tem contas bloqueadas pela prefeitura, denuncia Caio André

Hugo Bronzere
Carregando....
Pular para o conteúdo