30.3 C
Manaus
6 de dezembro de 2022 | 19:48

Saiba quanto custa a nova pílula contra diabetes que também ajuda emagrecer

Chegou ao mercado brasileiro a pílula contra a diabetes tipo 2 e que tem ajudado quem precisa perder peso. É a semaglutida oral (nome comercial – Rybelsus), da Novo Nordisk, já aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O medicamento deve ser ingerido diariamente, em jejum, pelo menos meia hora antes do café da manhã.

O novo remédio, Rybelsus, é a versão em comprimidos para administração oral da semaglutida. A farmacêutica Novo Nordisk também comercializa o Ozempic, que consiste na semaglutida injetável. Ambos os medicamentos possuem a mesma indicação terapêutica.

Segundo a farmacêutica, a semaglutida oral é o primeiro agonista GLP-1 (hormônio que otimiza a produção de insulina no sangue e promove a sensação de saciedade) em pílula e está disponível no Brasil para o tratamento de adultos com diabetes tipo 2 insuficientemente controlada, a fim de melhorar o controle glicêmico, em associação à dieta e ao exercício físico.

“Trata-se de um passo importante para todos os pacientes com diabetes tipo 2, pois Rybelsus é o primeiro biológico em comprimido produzido para tratar a doença. O projeto de seu desenvolvimento sempre foi visto como algo arriscado, pois a probabilidade de dar certo era de apenas 10%. Mesmo assim, a Novo Nordisk tomou para si esse risco e conquistou resultados surpreendentes, abrindo novas possibilidades para os pacientes. Sem dúvidas, é uma das maiores inovações do segmento no Brasil, e no mundo, e o mais potente e completo antidiabético oral disponível”, assegura a diretora médica da Novo Nordisk, Priscilla Mattar.

Preço do medicamento Rybelsus

O novo medicamento está disponível nas doses de 3mg, 7mg e 14mg, com o intuito de facilitar a adaptação ao tratamento, conforme necessidade do paciente. Cada caixa do produto contém 30 comprimidos (três cartelas com 10 comprimidos em cada). As embalagens são convenientemente coloridas para facilitar a identificação das doses.

O Preço Máximo ao Consumidor (PMC) do produto Rybelsus® é de R$ 515 para a apresentação de 3mg, e R$ 1.165,90 para as apresentações de 7mg e 14mg cada (PMC 18%), variando com a incidência de imposto de 12% a 20%, a depender da Unidade Federativa.

A farmacêutica informa que há preço diferenciado para pacientes do Programa NovoDia: R$ 876,00 na primeira compra do combo Rybelsus 3mg + 7mg (aplicável uma única vez por CPF), R$ 438,00 (para a apresentação de 3mg) e R$ 876,00 (para a de 7mg e 14mg cada). Qualquer pessoa com a receita médica em mãos pode se cadastrar no programa de descontos: https://www.programanovodia.com.br/produtos.html

Um detalhe importante é que essa medicação também diminui os riscos de eventos cardiovasculares em pacientes com diabetes.

Estima-se que 537 milhões de pessoas têm diabetes no mundo. Entre elas, 90% convivem com diabetes tipo 2. No Brasil, dentre as 16 milhões de pessoas que convivem com a doença, 12 milhões têm o tipo 2 (75%).

Apesar da disponibilidade de mais de 60 medicamentos antidiabéticos orais para o diabetes tipo 2, muitos pacientes não atingem os níveis necessários de açúcar no sangue, reforçando a necessidade de tratamento mais eficazes. Nesse contexto, o lançamento de Rybelsus representa mais uma opção para tratar os pacientes.

A diabetes

diabetes é uma condição crônica que se caracteriza pela produção insuficiente ou resistência à ação da insulina, hormônio que regula a glicose (açúcar) no sangue e garante energia ao organismo. A incidência mais comum de diabetes é o tipo 2, quando o organismo apresenta resistência à ação da insulina produzida pelo pâncreas.

diabetes tipo 2 está diretamente relacionada ao sobrepeso, sedentarismo, triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos inadequados.

Embora seja considerada uma doença silenciosa e não apresente sinais na maior parte do tempo, alguns sintomas podem surgir quando os níveis de açúcar estão muito altos no sangue, incluindo fome e sede frequentes, vontade de urinar constante, formigamento nos pés e mãos, visão embaçada e demora na cicatrização de feridas no corpo.

Já o diabetes tipo 1, geralmente diagnosticado na infância ou adolescência, e também em adultos, ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente, o que exige um tratamento com uso diário de insulina. Os sintomas incluem fome e sede frequentes, vontade de urinar constante, fraqueza, perda de peso, fadiga, náusea e vômito.

Vale frisar que, quando não tratada adequadamente, a diabetes pode desencadear complicações no coração, artérias, olhos, rins e nervos. Independentemente do tipo, ao aparecimento de qualquer sintoma é fundamental que o paciente procure o atendimento médico especializado para dar início ao tratamento adequado.

Leia também outras matérias

Saúde atualiza cenário da Covid-19, Monkeypox e vacinação no Amazonas nesta quinta-feira

Redação Zero Hora AM

Idoso de 66 anos desaparece ao sair de casa em Manaus para pegar medicamentos

Redação Zero Hora AM

CARTA ABERTA AO GOVERNADOR WILSON LIMA

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: