32.3 C
Manaus
22 de maio de 2024 | 14:47

Ucranianas foram estupradas antes de serem mortas por soldados russos, afirmam médicos

Médicos legistas da União Europeia afirmam que mulheres ucranianas foram estupradas antes de ser executadas por tropas russas. As informações são do jornal britânico The Guardian.

Em reportagem publicada hoje (25-abr), o médico forense Vladyslav Pirovskyi, coordenador do grupo que realiza as autópsias, falou sobre as violações. “O rosto delas foi esmagado em pedaços; você não pode montá-lo novamente. Às vezes não há cabeça”.

Os especialistas forenses concentraram as autópsias nas cidades próximas a Kiev, capital e coração do poder ucraniano. Segundo o médico, há “centenas de corpos” para analisar. Cerca de 15 cadáveres são estudados diariamente.

Crimes de guerra

O governo da Ucrânia acusa a Rússia de executar ataques simultâneos contra cinco estações de trem. As autoridades locais confirmam que há mortos, mas não divulgaram o número.

Os bombardeiros ocorreram no oeste e no centro da Ucrânia. O diretor da companhia de trens do país, Oleksander Kamyshin, detalhou que as investidas russas ocorreram em um intervalo de uma hora.

Uma das estações atingidas, a de Krasne, fica nos arredores de Lviv, o que aumenta a tensão no Leste Europeu.

 

Leia também outras matérias

Wilson Lima se reúne com ministra do Meio Ambiente da Áustria e secretário do Clima de Viena para troca de experiências sustentáveis

Redação Zero Hora AM

TCE-AM retorna sessões de julgamento na próxima terça-feira (23)

Hugo Bronzere

Concurso público da CMM deve ser lançado em março, anuncia Caio André

Hugo Bronzere
Carregando....
Pular para o conteúdo