29.4 C
Manaus
23 de abril de 2024 | 17:23

Vereadores autorizam CPI para investigar suposto caixa dois na secretaria de Comunicação de Manaus

Redação ZH – Um grupo de 14 vereadores de Manaus assinou o documento que pede a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar um suposto esquema de caixa 2 na secretaria de Comunicação da prefeitura de Manaus.

A décima quarta assinatura foi confirmada hoje (01-abr) e autoriza o parlamento a criar a CPI. O último a assinar o documento foi o presidente da Câmara, vereador Caio André.

O requerimento agora será analisado pela Procuradoria da CMM.

“Deve ser dado entrada amanhã (02-abr) ao requerimento, que deve seguir à Procuradoria para o exame de admissibilidade e, estando tudo ok, nós devemos instaurá-la”, disse Caio André.

Veja quem assinou pedido de CPI

O documento foi assinado também pelos vereadores William Alemão, Rodrigo Guedes, Capitão Carpê, Elissandro Bessa, Jaildo Oliveira, Raiff Matos, Lissandro Breval, Diego Afonso, Thaysa Lippy, Professora Jacqueline, Marcelo Serafim, Everton Assis e Glória Carratte.

Quando for criada, a CPI investigará a denúncia do suposto pagamento em dinheiro a um portal de notícias, realizado dentro da secretaria de Comunicação.

Um vídeo que circulou nas redes sociais mostra um homem recebendo uma sacola com dinheiro. Segundo a denúncia, as imagens foram gravadas na Semcom, que funciona ao lado do gabinete do prefeito David Almeida.

Na avaliação dos vereadores, a denúncia caracteriza possíveis atos de improbidade administrativa e crimes decorrentes de suposto desvio de verbas públicas, em razão de pagamento em espécie aos possíveis prestadores de serviços.

Leia também: Vídeo de sacola com dinheiro foi “manipulado”, diz secretário de Comunicação de Manaus

Leia também outras matérias

Wilson Lima mostra a Geraldo Alckmin os efeitos da estiagem no AM e pede ‘destravamento’ da BR-319

Redação Zero Hora AM

Saiba quanto custa a nova pílula contra diabetes que também ajuda emagrecer

Redação Zero Hora AM

Genro da servidora morta fez empréstimo de R$ 300 mil em nome da vítima; diz polícia

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo