26.3 C
Manaus
27 de novembro de 2022 | 11:13

Wilson Lima engana professores ao dizer que abono do Fundeb é conquista do governo do Estado

Mais uma vez o governador Wilson Lima se aproveita de recursos enviados pelo governo Federal para enganar a população e tentar reverter a imagem desgastada junto aos eleitores do Amazonas.

A primeira vez foi com as vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. Wilson e sua equipe de marqueteiros usaram os imunizantes para enganar a sociedade, dizendo que o governador era o responsável pela chegada das vacinas.

Dessa vez, a mentira envolve o Fundeb (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação Básica). O governo do Estado faz propaganda para dizer aos professores que vai pagar o maior abono salarial da história do Amazonas, graças às sobras do Fundeb.

A verdade é que o Fundeb é um fundo criado com recursos do Ministério da Educação. O dinheiro nada tem a ver com o governo de Wilson Lima.

Mas os marqueteiros do governador lutam para enganar os professores e demais profissionais da Educação. A ideia é passar a mensagem que o pagamento foi feito com recursos do governo do Estado, quando na verdade foi feito pelo governo Federal.

Na propaganda que passa na televisão e nos jornais e portais de notícias pagos pelo governador Wilson Lima, a peças publicitárias esquecem de citar o protagonismo do presidente Jair Bolsonaro.

Elas não citam, em nenhum momento, que os recursos do Fundeb são federais, ou seja, repassados pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação.

O dinheiro serve para valorizar os professores e desenvolver e manter funcionando todas as etapas da Educação Básica – desde creches, Pré-escola, Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio até a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para entender mais, o Fundeb é um conjunto de 27 fundos (26 estaduais e 1 do Distrito Federal) que serve como mecanismo de redistribuição de recursos destinados à Educação Básica. Isto é, trata-se de um grande cofre do qual sai dinheiro para manter o ensino básico no país.

O Fundeb entrou em vigor em janeiro de 2007 e este ano foi renovado pelo governo Federal. Ele tem como objetivo fazer com que haja menos desigualdade de recursos entre as redes de ensino.

Leia também outras matérias

Empresa indiciada na CPI da Saúde continua prestando serviços ao governo de Wilson Lima

Redação Zero Hora AM

Alessandra Campelo prepara volta à Assembleia Legislativa

Redação Zero Hora AM

“Esses são os R$ 16 milhões do contribuinte”, ironiza Wilker após vídeo mostrar vazamento no telhado do hospital João Lúcio

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: