25.3 C
Manaus
26 de fevereiro de 2024 | 06:00

Anvisa autoriza venda de autotestes de Covid, mas produtos vão demorar a chegar às drogarias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (28-jan) o uso e a comercialização, no Brasil, de autotestes para detecção de Covid-19.

Com a aprovação, a agência vai publicar uma resolução com os requisitos necessários para que as empresas interessadas em vender os autotestes em farmácias peçam o registro dos produtos.

Isso quer dizer que os autotestes não devem estar disponíveis de imediato ao público final, pois, para que cheguem às farmácias, cada produto, de cada fabricante ou importador, deve ainda ser aprovado individualmente pela Anvisa, após análise de ampla documentação.

Requisitos

Um dos requisitos para aprovação de cada produto é que os autotestes tragam informações, com linguagem clara e precisa, orientando o público leigo sobre como colher adequadamente o material biológico e fazer o exame.

Outro requisito é que os produtos tenham sensibilidade de 80% ou mais ao coronavírus e que possuam especificidade de no mínimo 97% na detecção do vírus, de acordo com o voto da relatora.

Leia também outras matérias

Tragédia em MG: Bombeiros resgatam 8ª vítima e onze mergulhadores fazem buscas por desaparecidos

Redação Zero Hora AM

Bolsonaro sanciona MP que beneficia policiais federais, destaca Delegado Pablo

Redação Zero Hora AM

Jovem entoa ponto de Umbanda ao ver pastor evangélico pregando

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo