27.3 C
Manaus
9 de dezembro de 2022 | 02:04

Dep. Fausto Jr. contrata advogadas de Bolsonaro para processar presidência da CPI da Covid por abuso de autoridade

O deputado Fausto Jr. (MDB) confirmou hoje (09/11) que vai contratar as advogadas do presidente Jair Bolsonaro, Karina Kufa e Lucina Pires. O objetivo é entrar com uma ação no Superior Tribunal Federal (STF) contra a direção da CPI da Covid no Senado.

Fausto Jr. explica que tomou a decisão porque foi vítima de abuso de autoridade, injúria, ameaças e difamação por parte da presidência da CPI.

No dia 29 de junho, quando levou à comissão o relatório da CPI da Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas, Fausto foi ameaçado pelo presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz.

As ameaças, caracterizadas como abuso de autoridade, ocorreram porque Fausto revelou para todo Brasil que Omar é investigado por desvio de recursos na Saúde do Amazonas.

O deputado citou a investigação feita pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal, que deu origem à Operação Maus Caminhos. A investigação apontou o senador como chefe da quadrilha que desviou mais de R$ 250 milhões da Saúde Pública.

Irritado com as revelações, o senador ameaçou o deputado estadual, numa tentativa de interromper a divulgação das denúncias, o que foi caracterizado como abuso de autoridade.

Fausto acusa também Omar de perseguir adversários e utilizar a CPI como instrumento para atender seus interesses políticos.

Agora, o deputado promete ingressar com uma ação junto ao STF, contra a direção da CPI.

CPI da Saúde da Assembleia do Amazonas

O deputado estadual Fausto Jr. foi relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa do Amazonas, que investigou irregularidades na Saúde do Estado entre os anos de 2010 a 2020.

Nesse período, o Amazonas foi governado por Omar Aziz, José Melo, David Almeida, Amazonino Mendes e Wilson Lima.

A CPI criada pelo Legislativo Amazonense atuou entre os meses de junho a setembro de 2020 e recebeu 43 depoimentos. Após 120 dias de investigação, o relatório final da comissão foi encaminhado ao Ministério Público Federal, Polícia Federal, Tribunal de Contas do Amazonas, à Advocacia Geral da União (AGU) e demais órgãos de controle.

Quanto à contratação das advogadas do presidente Bolsonaro, o deputado Fausto Jr. explica que elas já estão trabalhando no processo que será encaminhado ao STF.

Leia também outras matérias

Pescadores são homenageados por dep. Dermilson Chagas, que destaca lutas da categoria

Redação Zero Hora AM

Mesmo com R$ 25 bilhões em caixa, Wilson Lima não investiu em áreas prioritárias, denuncia Dermilson Chagas

Redação Zero Hora AM

Deputado Dermilson Chagas propõe projeto para fiscalizar qualidade da água oferecida à população amazonense

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: