26.3 C
Manaus
24 de junho de 2024 | 06:45

Deputado critica Wilson Lima por distribuir cartão de auxílio estadual visando a reeleição

“Programa que era para socorrer o povo da miséria está sendo utilizado de forma eleitoreira!. Essas foram as palavras do deputado estadual Wilker Barreto ao denunciar que a distribuição dos cartões do Auxílio Estadual Permanente do Governo do Amazonas está sendo realizado por agentes políticos no interior do Amazonas.

Diante disso, o Líder da Oposição vai acionar o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) para suspender e acompanhar a entrega do benefício, bem como apurar o envolvimento de políticos na distribuição destes cartões.

“Eu tenho denúncias de várias prefeituras e, ontem, entrei em contato com o presidente da Associação dos Municípios, o prefeito de Manaquiri Jair Souto, e para minha tristeza o que era denúncia se materializou. Quem conhece o mapa da fome é a secretaria de Ação Social de cada cidade, mas o que acontece hoje é que cartões estão sendo entregues por agentes políticos, sem passar pelo crivo da Assistência Social da Prefeitura”, disse Wilker.

Segundo o parlamentar, a distribuição do Auxílio Estadual está mobilizando 900 servidores de diversas secretarias e órgãos da administração estadual, o que tem um custo para o Executivo, ao invés do investimento na parceria com as prefeituras dos municípios.

“O que tem hoje é que se o prefeito for contra o governador, quem está distribuindo o cartão é o lado opositor a ele. O programa era para ser bonito, mas infelizmente tudo que o dedo do Wilson toca fica podre. Um programa que era para socorrer a miséria está sendo utilizado de forma eleitoreira na capital e interior. As prefeituras não estão sendo consultadas para a distribuição do cartão”, enfatizou o parlamentar.

O presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM) e prefeito de Manaquiri, Jair Souto, afirmou ao deputado que irá emitir nota oficial em nome das prefeituras repudiando o comportamento do Governo do Amazonas.

Irregularidades em Coari

Ainda durante a sessão plenária, o deputado Wilker Barreto informou que juntamente com o deputado Dermilson Chagas protocolou um ofício à Secretaria de Estado de Administração e Gestão (Sead) para que informe sobre dois servidores que estão entregando cartão social em Coari, mas que não são identificados como servidores públicos.

“A nomeação desses dois servidores que estão fardados com uma jaqueta do Governo não foi encontrada. Se não é servidor público, como é que estão entregando os cartões? Isso é muito grave! Atenção órgãos de controle, pois estamos falando de R$ 540 milhões do contribuinte para ser usado de forma eleitoreira”, disparou Barreto.

Leia também outras matérias

Eduardo Braga comemora licença do Ibama para pavimentação do trecho do meio da BR-319

Redação Zero Hora AM

Em Brasília, secretário busca recursos para a melhoria da Saúde do AM

Redação Zero Hora AM

Programa Fala Dudu: Eduardo Braga explica como foi a luta na Justiça contra Amazonas Energia

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo