26.3 C
Manaus
7 de fevereiro de 2023 | 14:19

Cabeças cortadas: Facções criminosas no AM usam táticas terroristas do Talibã e Al Qaeda

A onda de violência que atinge o Amazonas pode ser comparada aos atos terroristas de grupos extremistas do Oriente Médio, onde a decapitação de inimigos tornou-se banalidade.

Com inspiração nos atos terroristas praticados pelo Estado Islâmico, Al Qaeda e Talibã, as facções criminosas que comandam o tráfico de drogas no Amazonas cortam a cabeça de seus adversários.

A medida é vista como exemplo de força e intimidação entre os bandidos, que filmam as execuções e compartilham nas redes sociais.

Após decapitarem o inimigo, os traficantes exibem a cabeça como troféu, que depois é descartada numa rua qualquer da cidade, para terror dos cidadãos de bem.

Segundo uma pesquisa feita pelo portal Zero Hora AM, entre os meses de setembro a dezembro de 2021 foram registradas no Amazonas mais de 100 mortes violentas, com sinais de execução.

Não basta ‘apenas’ matar o adversário. Tem que fazê-lo sofrer, com requintes de crueldade. Tem que filmar tudo e mostrar para a sociedade, como fazem os terroristas do Talibã e Al Qaeda.

Cabeças cortadas

O caso mais recente registrado em Manaus aconteceu ontem (5-jan), quando uma cabeça humana, com as orelhas cortadas, foi encontrada por volta das 16h, em um rip-rap na rua da Paz, na comunidade Parque São Pedro, no bairro Tarumã, na zona oeste da cidade. A vítima é um homem ainda não identificado.

De acordo com moradores da área, criminosos em uma motocicleta chegaram ao local e jogaram a sacola no rip-rap. Ainda conforme testemunhas, para avisar sobre o crime, os suspeitos teriam efetuado pelo menos três tiros para o alto.

As mortes revelam dados assustadores em relação à segurança pública e comprovam que o governo do Amazonas perdeu o controle nas áreas dominadas pelas facções criminosas.

Leia também outras matérias

Homem é visto empurrando criança na entrada do CMPM V

Redação Zero Hora AM

Wilson Lima manda apagar reportagens que revelam promessas não cumpridas feitas por ele

Redação Zero Hora AM

MP-AM investiga Wilson Lima “suspeito de superfaturamento na Segurança”

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: