25.3 C
Manaus
13 de junho de 2024 | 10:03

Projeto que aumenta conta de energia elétrica em Manaus tem voto contrário de Amom Mandel

O projeto de Lei que muda a forma de cobrança da taxa de iluminação pública, que pode causar reajuste de até 15% da fatura de energia elétrica, avançou na Câmara de Manaus, nesta segunda-feira (18-out) depois de muita polêmica.

O vereador Amom Mandel (sem partido) liderou as tentativas de brecar o projeto, mas teve os argumentos não aceitos pelo vereador Wallace Oliveira (Pros).

“Não posso votar a favor de um projeto que claramente traz problemas à população. Manaus não pode aceitar mais um reajuste, por isso, votei contrário ao parecer e continuarei mantendo voto negativo a todo e qualquer projeto que crie qualquer aumento, afirmou Amom.

O projeto tramitou em caráter de urgência, e havia sido retirado de pauta na primeira votação, realizada na quarta-feira (06-out), pela liderança do prefeito, após a manifestação contrária de 8 parlamentares.

Com a aprovação da maioria dos vereadores, a prefeitura poderá trocar a cobrança da Cosip (Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública) de UFM (Unidade Fiscal do Município) para Real. Segundo os parlamentares contrários ao projeto, a mudança vai causar aumento na tarifa final da energia.

“Não é o momento de aumentos e, na minha opinião, nunca será. Não é justo a prefeitura que tem R$ 7 bilhões de orçamento, aumentar a taxa de iluminação pública alegando não ter dinheiro”, concluiu Amom Mandel.

Leia também outras matérias

Moradores da zona leste precisam de complexo poliesportivo, propõe Sassá ao governo do AM

Hugo Bronzere

Homem agride namorada em shopping de Manaus

Redação Zero Hora AM

Silas anuncia construção de dois terminais de pesca em Itacoatiara e Manacapuru

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Pular para o conteúdo