29.3 C
Manaus
4 de dezembro de 2022 | 11:10

Rei da Arábia Saudita libera feriado nacional para comemorar vitória sobre Argentina

Essa é uma das histórias que só acontecem por causa da Copa do Mundo! O poderoso rei Salman Bin Abdulaziz Al Saud, da Arábia Saudita, decretou feriado nacional amanhã (23-nov) por causa da vitória da seleção saudita sobre a Argentina, ocorrida hoje, na Copa do Mundo do Qatar.

Nos grupos de apostas esportivas, a Arábia Saudita aparece como a seleção mais fraca comparada a ArgentinaMéxico Polônia. Por isso a vitória de hoje foi tão comemorada em todo país.

 De acordo com o site de notícias Arab News, a ação foi proposta pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, filho do monarca.

Veja a postagem.

Saudi Press Agency, agência oficial de notícias da nação islâmica, divulgou no Twitter a determinação. “Quarta-feira será Feriado para todos os funcionários de todos os setores do Governo e Setor Privado, e Alunos de todas as Etapas Educacionais”, publicou.

Heróis improváveis

O jogo consagrou os primeiros “heróis improváveis” da Copa. Dois grandes destaques foram o goleiro Mohammed Al-Owais, reserva do Al-Hilal – clube que ganhou projeção no Brasil ao enfrentar o Flamengo na semifinal do Mundial de Clubes de 2019.

E o autor do gol da vitória esteve presente nesse duelo com os brasileiros: Salem Al-Dawsari, que chegou a jogar na Europa, enfrentou a equipe carioca e marcou o único tento de seu time.

Dessa vez, conseguiu garantir a vitória que “mudou” o calendário de seu país.

Poderoso Rei

A Arábia Saudita é uma monarquia absoluta, ou seja, o rei é chefe de Estado e também de governo. Estabelecida em 1932 por Abd-al-Aziz, conhecido como Ibs Saud, é considerada o berço do Islã e controlada pela dinastia Al-Saud desde sua criação, sem eleições presidenciais e com o poder sendo passado hereditariamente. O nome “Saudita” vem justamente da família que o lidera.

Sem tradição no futebol

No futebol, a Arábia Saudita surgiu recentemente em comparação às seleções mais tradicionais. Sua primeira participação em Copas do Mundo foi em 1994, naquela que é até hoje a melhor campanha da história: passou em segundo lugar no Grupo F, derrotando Bélgica Marrocos, e caiu para a Suécia nas oitavas de final.

Desde então, o sucesso nunca mais se repetiu e a equipe asiática foi eliminada na primeira fase em todas as outras edições que participou: 1998, 2002, 2006 e 2018.

Não somente isso, ficou sem ganhar uma partida até o histórico triunfo sobre os sul-americanos, que foram também os primeiros campeões mundiais superados por ela.

Em 98, perdeu para a França por 4 a 0; em 02, uma acachapante goleada de 8 a 0 para a Alemanha; em 06, “apenas” um a zero para a Espanha e, em 18, derrota para o Uruguai, também de 1 a 0.

 

Leia também outras matérias

Mais 70 mil pescadores no AM irão receber o seguro-defeso de 2015 e 2016 graças ao dep. Silas

Redação Zero Hora AM

Transfobia: Brasil é o país que mais matou pessoas trans em 2021

Redação Zero Hora AM

Delegado Pablo explica nas redes sociais o prejuízo de R$ 2 bilhões causado pelo ex-presidente Lula

Redação Zero Hora AM
Carregando....
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: